quarta-feira, abril 30, 2008

Ai kafé (Leucaena leucocephala)


Bibi, bibi-malae, karau no karau-vaca bele han ai kafé iha bailoron tanba ai kafé ai leguminosa ho barak liu valor alimentar. Nia fo nitrogénio ba rai iha to'os. Maibe ai kafé la gosta malirin. Hanesan Timor Leste, hotu-hotu mundo tropical kuda ai kafé ba balada. Mós bele fo mahan no N iha kafé.

A ai kafé é uma árvore leguminosa importantíssima em todas as zonas tropicais, pois desempenha um importante papel na alimentação do gado durante a estação seca, quando a erva perde valor alimentar. Os ruminantes consomem as suas folhas e vagens com avidez, apesar de conterem mimosina, um alcalóide tóxico para os monogástricos. Esta planta comporta-se como espontânea em Timor-Leste, mas também pode ser cultivada em viveiro a partir das sementes. Depois transplanta-se para as hortas ou para os cafezais, onde é também usada como sombreadora e enriquecedora do solo. É de grande importância para alimentar o gado também no Timor indonésio. Deve, porém, ser cultivada em associação com outras plantas forrageiras, pois é sensível a algumas pragas que exercem um efeito devastador sobre a planta. Podemos suplementar o gado na estação seca misturando a leucena com ai turi (Sesbania), caliandra ou gliricidia, gramíneas e resíduos das culturas como palhas de milho ou arroz.

Um comentário:

h correia disse...

Vi a referência a este blog no "Timor Online". Sou um leigo em agronomia, mas sei que fazia falta uma divulgação sobre as plantas e árvores de Timor. Gostei muito de ver os jovens timorenses que já foram formados nesta área, os quais poderão agora dar o seu contributo para a preservação e aperfeiçoamento da flora e das culturas de Timor.

Parabéns e continuação do bom trabalho!

P.S. - Aquele açúcar de palma é o mesmo que é chamado "rapadura" no Brasil? Obrigado.